quinta-feira, 26 de maio de 2016

Historia do Poker

O Pôquer é um jogo de cartas cujo principal formato popular tem origem americana e está conquistando cada vez mais fãs ao redor do mundo. Desde o surgimento desse jogo, muitas foram as variações de formato e regras adotadas, de forma que a evolução do jogo original para o mais difundido atualmente é notável.



A verdade é que o pôquer é um jogo tão complexo e envolve tantos fatores que há muito tempo, lá no início de sua popularização, deixou de ser um jogo de azar para ser considerado um jogo de habilidade na visão das pessoas. Porém, apenas no recente ano de 2010 é que a Associação Internacional de Esporte da Mente (IMSA) reconheceu o pôquer como um “esporte da mente” e abriu um caminho interessante para a modalidade em vários países do mundo.
No Brasil, por exemplo, onde a legislação proíbe os chamados “jogos de azar” desde 1946, o pôquer foi liberado a partir de 2012. Isso se deve ao fato de o Ministério dos Esportes ter reconhecido a Confederação Brasileira de Texas Hold’em como entidade esportiva (Texas Hold’em é o estilo de pôquer mais popular do mundo atualmente,
Dessa forma, a atividade deixou o status de “marginalizada” e ganhou vários adeptos, inclusive profissionais que ganham a vida com isso. Antes disso, os jogos já aconteciam, mas sempre com brechas na lei e liminares que os autorizavam ou, então, de maneira clandestina.
O mesmo acontecia em muitos outros países. Para se ter uma ideia, mesmo nos Estados Unidos havia limitações, pois a promoção de jogos de azar só pode acontecer em alguns estados que a permitem. Logo, o pôquer também só era permitido em determinadas regiões do país.
De fato, o pôquer saiu da clandestinidade para colecionar uma legião de fãs cada vez maior no mundo inteiro. Mas como uma atividade ou um esporte com tantos adeptos evoluiu tanto para que seu reconhecimento alcançasse o nível atual? Bem, para os curiosos de plantão e aqueles que desejam aprender um pouco mais sobre o pôquer, conheça mais detalhes sobre a história desse esporte.

O INICIO

Algumas fontes colocam o início da história do pôquer nas culturas orientais antigas, há mais de mil anos. Entretanto, os jogos de antes do século XIX eram apenas formatos parecidos dos quais o pôquer variou, mas o jogo em si, que iniciou a prática como é a atual, só tem registros mais recentes.
Parece ser um consenso que a origem do pôquer aconteceu nas duas primeiras décadas do século XIX, mas sem uma data definida. Segundo o site Pagat, as menções mais antigas são de livros datados das décadas de 1830 e 1840, e os principais autores que testemunharam os primeiros anos do pôquer são Jonathan H. Green e Joe Cowell. Ambos descrevem o primeiro formato de pôquer com 20 cartas utilizando apenas Ases (A), Reis (K), Damas (Q), Valetes (J) e 10.
Há uma curiosidade interessante sobre o jogo neste formato: não havia a possibilidade de empate. Isso porque a maior combinação seria a de 4 ases ou 4 reis e um ás, logo não eram considerados os flushs e os straights, portanto não haviam combinações maiores que a quadra. A adoção dos straights e flushs só foi acontecer posteriormente e causou algumas discussões.
A mudança para o jogo com 52 cartas aconteceu de maneira gradual e tem registros de ter sido iniciada na década de 1830, segundo o relato de Sol Smith. Esse novo formato foi sendo difundido entre 1830 e 1845. Nessa época, também aconteceu a introdução do “Flush” como uma nova possibilidade de combinação. O ano de 1850 marcou a introdução do “draw” — formato de pôquer em que 3 das 5 cartas recebidas podem ser trocadas.
Antes de adotar o formato de pôquer com 52 cartas, somente quatro jogadores poderiam participar da mesa

De acordo com o site Pagat, a mudança para um baralho com mais cartas pode ter vários motivos. Entre eles está a possibilidade de acomodar mais jogadores; dar maior abrangência ao recentemente descoberto flush (straight ainda não existia); e, também, permitir a possibilidade do “draw”.
Foi aqui que a imagem do pôquer começou a mudar de um jogo de azar para jogo de habilidades. Com o draw, surgiu uma nova pausa durante a rodada para aumento das apostas, e tudo isso contribuiu para que o jogo se tornasse mais empolgante. Dessa forma, as novidades adotadas permitiam um novo leque de possibilidades que incluem fatores que vão além da sorte. Um desses fatores é o blefe, que, aliás, chegou a ser o nome do jogo, conforme registros de autores da época.
É importante dizer que essas inovações foram introduzidas pelo Brag, um antecessor inglês do pôquer. De qualquer forma, esse jogo já não é mais praticado na América, e o formato moderno do Reino Unido é bastante diferente do antigo americano do século XIX.


A evolução
A maior popularização do pôquer aconteceu entre as décadas de 1870 e 1880, com a Guerra Civil. Depois disso, o jogo evoluiu e mudou muito o seu formato.

Algumas décadas depois, no início do século XX, uma mudança significativa aconteceu: a criação do “Texas Hold’em”. Basicamente, nesse formato, os jogadores recebem apenas duas cartas, enquanto são dispostas outras cinco na mesa. As cartas da mesa vão sendo reveladas e, à medida que isso ocorre, os jogadores podem aumentar suas apostas. O Texas Hold’em tornou-se o mais popular em 1970, quando se tornou destaque na Série Mundial de Pôquer, o mais famoso campeonato anual da modalidade, realizado em Las Vegas.
Com o advento da internet, o número de fãs e praticantes do esporte vem aumentando cada vez mais. Atualmente há competições mundiais de pôquer que são disputadas totalmente online pelos participantes, sem que haja necessidade de se deslocarem para os locais das grandes disputas.