quarta-feira, 25 de maio de 2016

Poker e Esporte sim, Leia

A International Mind Games Association (IMSA) reconheceu, no dia 29/04/2010 , que o poker é um esporte da mente.



 A decisão foi anunciada em Dubai, onde ocorre o Congresso Anual da associação. O poker agora se junta aos outros quatro “Mind Sports”: Xadrez, Bridge, Damas e Go.

Anthony Holden, presidente da IFP, vibrou com a decisão. Ele acredita que esse é um marco importantíssimo para que o poker seja aceito em todo o mundo, e que, com isso, alguns governos parem de fazer interferências e restrições absurdas ao nosso esporte.

Em 2012, durante as Olimpíadas de Londres, a Grã-Bretanha sediará os Jogos Mundiais dos Esportes da Mente, da IMSA, e adivinhem? O poker vez parte da grade de torneios.

O próximo passo da IFP é assegurar a entrada na SportAccord, uma organização global de 150 federações desportivas, cujo objetivo é unir o mundo dos esportes. Se conseguirem esse objetivo, há esperanças até de que o poker se torne um esporte olímpico. O Comitê Olímpico Internacional (COI), já deixou claro que, para um jogo ser considerado esporte, é necessário que ele seja praticado por homens em pelo menos 75 países em 5 continentes. E por mulheres, em 40 países em 3 continentes.

Doyle Brunson, lenda viva do poker e membro do conselho da IFP, ficou empolgado com a notícia: “A IFP merece nossos agradecimentos e congratulações. Eu acredito que este é um momento chave na história do poker”.

E o Brasil tem sua cota de participação nessa conquista, pois a Confederação Brasileira de Texas Hold’em é cofundadora da IFP e sempre lutou pelo reconhecimento do esporte no país. Parabéns a todos!